• Agência Towanda

África está livre da pólio, declara Organização Mundial da Saúde


Usplash - Seth Doyle

A poliomielite está oficialmente erradicada do continente africano. A informação foi divulgada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) , nesta terça-feira (25). Uma conquista importante e que marca erradicação do segundo vírus no continente, o primeiro foia a varíola, há 40 anos.

“Essa conquista histórica só foi possível graças à liderança e compromisso de governos, comunidades, parceiros globais de erradicação da pólio e filantropos. Presto homenagem especial aos profissionais de saúde e vacinadores da linha de frente, alguns dos quais perderam suas vidas, por esta nobre causa”, falou o Diretor Regional da OMS para a África, Dr. Matshidiso Moeti.


A Africa luta contra o vírus desde 1966, época em cerca de 75 mil crianças tinham paralisia infantil, anualmente, devido à infecção pelo poliovírus selvagem.


Em 1996 chefes de Estado africanos se comprometeram a erradicar a pólio durante a Trigésima Segunda Sessão Ordinária da Organização da Unidade Africana em Yaoundé, Camarões. Com apoio de Nelson Mandela, os esforços se intensificaram para imunização das crianças e em parceria com a Rotary International, foi realizada a campanha para erradicação da doença, com o tema Chute a Pólio para Fora da África. Estima-se que, as campanhas de erradicação tenham impedido até 1,8 milhão de crianças de ter paralisia vitalícia e possam ter salvado cerca de 180 mil vidas.


A poliomielite, também chamada de pólio ou paralisia infantil, é uma doença infecciosa, causada pelo poliovírus selvagem.A doença pode causar diversas sequelas, como: problemas e dores nas articulações, pé equino, crescimento diferente das pernas, osteoporose, paralisia de uma das pernas ou dos músculos da fala, atrofia muscular, hipersensibilidade ao toque e dificuldade de falar.Por não ter tratamento específico, a única forma de cuidar é prevenir, com imunização da população.


A erradicação da doença é uma grande vitória para os africanos e para a humanidade.


Fonte de informação: Organização Mundial da Saúde - Escritório Regional África

Todos os direitos reservados para Towanda. 

  • Ícone preto do Instagram