• Agência Towanda

Aos 76 anos mulher se forma em pedagogia e já sonha com pós graduação

Por: Elen de Souza

Maria Clara - Arquivo pessoal

A expressão "Baiana arretada" se encaixa muito bem para falarmos sobre Maria Clara de Santana. Mãe de 11 filhos, avó de 19 netos e bisavó de dois bisnetos, aos 76 anos ela acaba de se formar em pedagogia.


Morando na roça e com muitas dificuldades ela não conseguiu terminar os estudos quando era jovem. Persistente, a baiana não desistiu do sonho e um dia quando foi matricular o filho na escola, aproveitou às salas de aulas por meio do programa EJA (Educação de Jovens e Adultos) e concluiu o primário aos 40 anos.


Para poder estudar teve que driblar também a resistência do marido, que era contra ela voltar a estudar. Em entrevista para Universa ela contou que deixava tudo pronto, café, casa arrumada, para não ter problemas. Logo em seguida, Maria Clara foi cursar o magistério, que é o curso de nível médio para formar professores de educação infantil. Depois, começou a trabalhar.

Arquivo pessoal

Era só para dar banho em criança, trocar fralda, pentear cabelo. E eu bati o pé que queria uma sala de aula e consegui. Me deram 30 alunos”, relembra ela.


Ao saber que chegaria uma universidade na cidade, logo veio a esperança em continuar sues estudos e contou com ajuda de uma colega e da filha para se matricular. Por quatro anos, Maria Clara se dedicou aos estudos e a puxada rotina acadêmica e também a cuidar dos afazeres da casa e do marido, que passou precisar de uma cadeira de rodas. Algum tempo depois, infelizmente seu marido faleceu, mas com apoio dos amigos e familiares e com muita persistência, ela conseguiu ir até o fim para realizar seu sonho: se formar na faculdade.

Arquivo pessoal

Quero trabalhar no ano que vem, mas só com ensino presencial. E se tiver pós-graduação, eu ainda vou lá”, avisou.


Fonte: Universa Uol



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo