• Agência Towanda

Criatividade: desenvolva-a vivendo coisas novas

Atualizado: Mai 12


Em certa ocasião, a escritora norte-americana Arianna Huffington, disse: “Use sua criatividade, mesmo que ela não faça parte do seu trabalho”. Ela nos lembra que, quando crianças, nossa criatividade está em constante estimulação – quando pintamos, desenhamos, cantamos, dançamos, etc.

Com o passar dos anos, devido à falta de tempo, espaço e valorização, perdemos a oportunidade de exercer essa habilidade tão importante de comunicação, expressão, espontaneidade, e até mesmo de felicidade.

A criatividade dá vida ao nosso trabalho e permite-nos criar e encontrar soluções inovadoras, de forma interessante e atraente. Há inúmeras formas de desenvolver a criatividade: visitar novos lugares, experimentar outros sabores, viajar, ler bons livros e expressar-se por meio das artes. Fazer coisas novas, viver emoções, e nunca repetir as mesmas experiências, é um circuito que pode funcionar bem.

Pensa comigo: imagine aquelas pessoas que nunca criam experiências novas nas suas vidas, que fazem sempre as mesmas coisas, dia após dia, ano após ano. Porque julgam que mudar não é bom. Não se atrevem, não se arriscam, ou não tem fé. Quem escolhe viver desta forma, dificilmente encontrará soluções criativas para o seu dia a dia.

Essas pessoas perdem a oportunidade de experimentar a dimensão maior da vida. Nunca saem do seu círculo de conforto. Não perdem, mas também não ganham. Não se desenvolvem como seres humanos e ficam aborrecidas. Tudo fica repetitivo, sem graça, disforme. Até que um dia notam que não se interessam por nada. Falta-lhes incrementos para criar, se inspirar, e “paralisam” no campo das ideias e da criação.

A vida não é nada disso. A vida é uma grande aventura, com experiências novas para serem vividas e sem repetições. E, se tiver por obrigação situações repetitivas, viva-as de forma inovadora, todos os dias. A criatividade não é útil apenas no trabalho. Ela é o motor da nossa existência.

Conheça a autora:

Camila Garcia


Jornalista, mestre e pesquisadora em Jornalismo (Linguagens Jornalísticas e Tecnologias), pós-graduada em Comunicação Integrada e Marketing. Atualmente é assessora de comunicação no Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP).



0 comentário