• Agência Towanda

Nós somos de Deus. (I João, 4:6)

Na jornada que palmilhamos nem sempre será possível andar como quiséramos ou sonháramos –, isso porque muitos obstáculos surgem no percurso, entravando-nos a marcha, no entanto, não passam em sua maioria de lições abençoadas da vida para lembrar-nos de que somos de Deus.

Muita vez, aqui e ali, somos surpreendidos com essa ou aquela atitude de um irmão ou amigo que nos magoa profundamente o coração. Não obstante, se prosseguirmos caminho sem promover ou alimentar a cristalização da incompreensão no imo da alma, logo perceberemos os benefícios incontáveis que podemos extrair de semelhantes experiências, avaliadas erroneamente como negativas – abrindo-nos à consciência de novos ensinamentos da vida a mostrar-nos que somos de Deus.

Em outras ocasiões, depois de variadas lutas e múltiplos esforços, acabamos por perder para outros objeto cobiçado por tempos, entretanto, se permanecermos atentos às lições do caminho, brevemente, entenderemos que perder algo de valor em mudanças impostas pelo sofrimento, é o jeito de encontrar algo de mais precioso no caminho da vida, e através do exercício de desapego aprenderemos enfim que somos de Deus.

Nosso maior aprendizado consiste no aperfeiçoamento incansável da arte de receber. Abraçar, acolher, aceitar o que nos seja oferecido na estrada, fazendo sempre o nosso melhor com total desinteresse pessoal, sem inimistar-nos com o momento presente, porque assim agindo manifestaremos que somos de Deus.


¹Francisco C. Xavier. Companheiro. Emmanuel, pag.57.


Conheça o autor

Antonio Carlos Tarquínio é Mestre e Doutor em Philosophía pela PUC -SP.




Todos os direitos reservados para Towanda. 

  • Ícone preto do Instagram